Login
Seus resultados de pesquisa

Parte 1 – O que são cartas de crédito imobiliário?

Postado por Casa Centro Imóveis Online 19/05/2019
| 0

Uma carta de crédito é um documento que possui valor real e o recurso atrelado à este documento pode ser utilizada na aquisição de um bem. Cartas de crédito imobiliário podem ser utilizadas na aquisição de casas, apartamentos, imóveis rurais, terrenos e até mesmo materiais de construção.

O documento é nominal e só pode ser utilizado pelo proprietário. Isso acaba reduzindo os riscos relacionados à perda e roubo. E, por ser um documento com valor monetário real, a carta de crédito imobiliário pode até ser comparada à um cheque.

Em geral cartas de crédito possuem um fator limitante quanto ao seu uso. Por exemplo, uma carta de crédito imobiliário costuma permitir a compra de bens relacionados ao mercado de imóveis.

Isto é importante porque cartas de crédito para compra de automóveis podem não ter nenhum valor para compra de imóveis. Logo você sempre deve ter atenção qual tipo de carta de crédito o comprador possui. Assim você, como corretor de imóveis, consegue aconselhar o mesmo e entender a situação.

Como adquirir uma carta de crédito imobiliário

A aquisição de uma carta de crédito se dá, em geral, através de consórcios. E os consórcios tem lei e regras próprias no país. Além disso, por serem grandes investimentos, decisões de entrada em consórcios devem ser tomadas com bastante precaução.

Mas, de uma maneira bem simples funciona assim: ao entrar no consórcio o interessado indica o valor da carta de crédito que deseja adquirir. Este valor varia de acordo com a renda que a pessoa pode investir mensalmente.

Conseguir a carta de crédito ocorre de duas maneiras distintas: através do sorteio que é na base da sorte. Ou através de lances, onde quem dá o maior lance leva a carta. Quanto aos lances a estratégia é simples: se um dos consorciados quer adquirir o bem com mais velocidade, basta juntar o recurso necessário e esperar épocas que os participantes costumam não ter muitos recursos.

Épocas como o final do ano pode ser uma ideia razoável, já que as pessoas costumam viajar e gastar muito com presentes. Mas talvez a melhor época pode ser nos primeiros meses do ano. É nesta época que o IPVA, IPTU, materiais escolares, e até registros em órgãos como o CRECI, CREA e outros devem ser pagos.

Isso significa que quem planeja com antecedência terá todo o recurso acumulado para dar o maior lance. E, se não conseguir não se preocupe. Em geral a pessoa estará pagando parcelas futuras de qualquer forma, sem perder o dinheiro investido no lance.

Fonte: VilleImob

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Pesquisar

    R$ 0 para R$ 30.000.000

    More Search Options